Fechar

Login

11

Set

2017

D. António Francisco dos Santos | Missa Exequial e 7.º Dia

 

11

Set

2017

Mensagem de D. António Couto sobre o falecimento de D. António Francisco dos Santos, Bispo do Porto

 

NA ENTRADA NA CASA DO PAI DO MEU IRMÃO NO EPISCOPADO E ILUSTRE FILHO DA NOSSA DIOCESE DE LAMEGO, D. ANTÓNIO FRANCISCO DOS SANTOS

 

1. «Não fostes vós que me escolhestes; fui Eu que vos escolhi a vós» (Jo 15,16). Sim, escolhidos desde antes do seio materno (Jr 1,5), desde antes da criação do mundo (Ef 1,4). E acrescentemos, sempre guiados pela Escritura Santa, aberta e lida, desde sempre escolhidos, amados, predestinados, agraciados, redimidos, mortos, sepultados, ressuscitados, vivificados, glorificados (cf. Rm 6,1-11; Cl 2,12-13), para sermos «filhos no Filho», filiação divina (hyiothesía) por graça recebida (cf. Rm 8,15-16; Gl 4,5; Ef 1,5; Gaudium et spes, n.º 22), feitos semelhantes a Deus e vendo-o como Ele é (cf. 1 Jo 3,1-2), que constitui o verdadeiro cume da vida dos filhos de Deus, em sentido muito explícito, denso e misterioso. De maior e de mais belo, não há nada. A nossa maneira de viver e de fazer não é o corolário da visão de Deus; é a própria visão de Deus. A ética é uma ótica.

 

2. Deixem-me registar aqui um bocadinho de diário. Ainda há oito dias atrás, Dia de Domingo, 03 de setembro, estivemos juntos, na Igreja Matriz de Armamar, na celebração das bodas de ouro sacerdotais do Sr. P. Artur Mergulhão. Na viagem de regresso, ao final da tarde, de Armamar para o Porto, o Sr. D. António Francisco teve a amabilidade de fazer uma paragem e passagem pelo Centro Hospitalar do Tâmega e Sousa (Padre Américo), para visitar a minha irmã, que lá se encontra internada há mês e meio, deixando-lhe palavras de conforto simples e afável. Registo este acontecimento de profundo sabor humano e cristão, que traduz bem o modo de ser do Sr. D. António Francisco.

 

Continuar...
 

11

Set

2017

D. António Francisco dos Santos | 1948-2017

D. António Francisco dos Santos, Bispo do Porto, morreu aos 69 anos, 11 de setembro de 2017, no mesmo dia em que, há 6 anos, faleceu o sacerdote que o batizou, Pe. Manuel Pinto Afonso.

Nasceu a 29 de agosto de 1948, na paróquia de Tendais, Cinfães.

Ordenado Diácono em 22 de agosto de 1971, fazendo o Estágio Pastoral na paróquia de São João Baptista na Vila de São João da Pesqueira.

Foi ordenado Sacerdote, na Catedral de Lamego em 8 de dezembro de 1972, por D. António de Castro Xavier Monteiro.

De dezembro de 1972 a junho de 1974, foi pároco Coadjutor da paróquia de São João Baptista de Cinfães.

Seguiram-se os estudos em Paris, França, assumindo a responsabilidade pastoral da Comunidade portuguesa emigrante da paróquia de S. João Baptista de Neuilly-sur Seine, em 1974.

Membro do Conselho de Presbíteros desde 1979.

Membro da Equipa Formadora do Seminário Maior de Lamego, com as funções de Professor, Secretário, Ecónomo e Vice-Reitor de 1986 a 1991.

Continuar...
 

04

Set

2017

Pe. Artur Mergulhão | Bodas de Ouro Sacerdotais

Na tarde do último domingo, a bela igreja matriz de Armamar acolheu uma numerosa assembleia para dar graças ao Senhor da Messe pelos 50 anos de vida sacerdotal do Padre Fernando Artur Mergulhão, natural daquela paróquia e ordenado, em Lamego a 15/08/1967.

A igreja matriz da paróquia de Armamar é o único imóvel classificado como monumento nacional deste concelho. E foi neste espaço sagrado que o agora jubilado recebeu os sacramentos de iniciação cristã, bem como o local onde presidiu à sua primeira Missa e onde agradeceu ao Senhor aquando dos primeiros 25 anos de vida sacerdotal. Nas palavras que a todos dirigiu, após a comunhão, o Pe. Mergulhão não deixou de sublinhar o carinho e a veneração por esta igreja, deixando já expresso o desejo de nela se celebrarem as suas exéquias!

Para lá das iniciativas concretizadas ou previstas junto das comunidades paroquias que serve, o Pe. Mergulhão quis reunir familiares, amigos, paroquianos e conterrâneos na terra onde nasceu. Por questões de agenda, o encontro só foi possível neste primeiro domingo de Setembro.

A igreja encheu-se com quantos quiseram associar-se e saudar o homenageado para a celebração eucarística, às 16h. Presidiu o nosso bispo, D. António Couto, ladeado por D. Jacinto Botelho, nosso bispo emérito, e por D. António Francisco dos Santos, bispo do Porto e nosso conterrâneo. Participaram também cerca de duas dezenas de sacerdotes da nossa diocese, nomeadamente alguns do arciprestado de Armamar-Tarouca, do qual o Pe. Mergulhão é actualmente o Arcipreste. Presentes também elementos de vários Agrupamentos do CNE da nossa diocese, acompanhados pelo Chefe Nacional e pelo Chefe Regional. Recorde-se que o Pe. Mergulhão é o Assistente Diocesano deste movimento desde 25/11/1991 e que, durante o seu tempo, muitos foram os Agrupamentos que nasceram em diversos pontos da nossa diocese.

Continuar...
 

30

Ago

2017

Jubileu Sacerdotal do Cónego António Sousa Pinto

O Cón. António Sousa Pinto, natural de Vide, Vila da Rua, e a residir em Leomil, Moimenta da Beira, onde foi pároco por mais de quarenta anos, comemorou o seu 60.º aniversário de ordenação sacerdotal.

Para assinalar a feliz data, os familiares com quem reside e os párocos daquela paróquia, Padres Bráulio Carvalho e Jorge Giroto, organizaram um encontro festivo, cujo centro foi a Eucaristia, celebrada na igreja paroquial daquela terra, na tarde do dia 12 de agosto. A antecipação ficou a dever-se a imposições de agenda.

E foram muitos os antigos paroquianos e membros da família que se juntaram para louvar o Senhor da Messe e dar graças por esta frutuosa vida sacerdotal.

Presidiu um dos párocos, Pe. Bráulio, acompanhado pelo jubilado, o Pe. Jorge Giroto, recém-ordenado Pe. Diogo Rodrigues e dois padres que, acompanhados pelo Cón. Sousa Pinto, ali viveram o seu estágio pastoral diaconal, Joaquim Dionísio e José Alfredo Patrício.

Amparado por familiares que o acompanham desde há muitos anos, tem conseguido debelar algumas faltas de saúde, não escondendo as consequências da idade, nomeadamente a perda de memória.

Continuar...