Previous Next

Maturidade, Caminho de Santidade

Consagrados em oração, formação e confraternização

No sábado passado, dia 16 de Junho, 28 consagrados reuniram-se para uma manhã de formação e confraternização, dinamizada pela equipa da Conferência dos Institutos de Vida Consagrada, no Mosteiro de Nª Sª da Eucaristia, das Monjas Dominicanas Contemplativas, Lamego. Os consagrados eram membros de comunidades dos seguintes Institutos: Beneditinos, Franciscanos, Monjas Dominicanas, Dominicanas de Stª Catarina de Sena, Filhas de São Camilo, Franciscanas Hospitaleiras da Imaculada Conceição, Missionárias Reparadoras do Sagrado Coração de Jesus, Servas de Nª Sª De Fátima, Filiação Cordimariana, Servas de Maria e do Coração de Jesus e da Pequena Família Franciscana (diocese de Viseu).
O encontro iniciou com a Oração da Hora Intermédia, onde os membros desta diversidade de Institutos começaram por unir vozes e corações no louvor do Senhor.

Seguiu-se a formação orientada pela Irmã Joaquina dos Santos Vazão, Serva de Nossa Senhora de Fátima, que nos falou de várias características psicológicas da maturidade humana. Porém, disse-nos que o verdadeiro modelo de maturidade humana é Jesus de Nazaré. Ele atingiu a maturidade de Homem Perfeito. Inaugurou o Novo Projeto de Vida do qual nos fez participantes (Ef. 4, 13).

Sendo a Maturidade um processo que supõe mudança, crescimento, só se desenvolve a partir do conhecimento e aceitação de si mesmo, o que supõe uma tomada de consciência de si, dos outros e do meio envolvente.
Só com uma consciência lúcida de nós mesmos e com a ação do Espírito Santo chegaremos à verdadeira mudança, conversão, libertação e maturidade. Os recursos que nos podem ajudar muito a dar-nos conta desta realidade são a oração, a reflexão, e a partilha.

A santidade é a meta da maturidade e o Papa Francisco, na sua Exortação Apostólica “Alegrai-vos e Exultai”, propõe como caminho concreto de santidade, a vivência das Bem-aventuranças nas quais está delineado o rosto de Jesus que somos chamados a deixar transparecer na nossa vida.

Houve oportunidade para os presentes fazerem algumas perguntas e dialogarem com a formadora. Mas foi muito salutar o convívio que se gerou entre todos os presentes no início, intervalos e no fim deste encontro.
As Irmãs Dominicanas Contemplativas foram muito acolhedoras, oferecendo a cada consagrado/a, água, bolinhos e até pacotes de hóstias confeccionadas por elas. Pudemos também observar lindos terços, cíngulos e quadros realizados em ponto de cruz.

A manhã concluiu com a eucaristia, celebrada na capela do Mosteiro e presidida pelo Padre Amador Pereira Carreira, Franciscano, que, na homilia, nos disse que, tal como aconteceu com a Eliseu, Deus lançou sobre nós a Sua capa, e nós ficámos consagrados ao Seu serviço para sempre.

CIRP/CNISP diocesana, in Voz de Lamego, ano 88/29, n.º 4466, 19 de junho de 2018

A acontecer...

Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Dom.
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

Pesquisar

Redes Sociais

Fale Connosco

  254 612 147

  curia@diocese-lamego.pt

  Rua das Cortes nº2, 5100-132 Lamego.

Contacte-nos

Rua das Cortes, n2, 5100-132 Lamego

 254 612 147

 curia@diocese-lamego.pt

 254 612 147