Previous Next

D. António Couto em Resende - Crisma e admissão às ordens sacras

No dia 9 de outubro as paróquias de Resende e Felgueiras estiveram em festa. Às 17h00, na Igreja da Imaculada Conceição da paróquia do Santíssimo Salvador de Resende, reuniam-se as comunidades paroquiais para participarem/partilharem da alegria dos 31 jovens que iriam receber das mãos do nosso bispo o Sacramento da Confirmação e, também, a admissão às ordens sacras, em vista à ordenação ao Diaconado permanente, do Prof. Eduardo Pinto.   

Depois de, em nome de todos os presentes, um jovem agradecer ao Senhor Bispo os frutos do Espírito Santo que lhes veio trazer, o Senhor D. António deu início à celebração da Eucaristia.   

A liturgia dominical vinha a propósito do momento celebrativo, pois na primeira leitura reconhecíamos que a Sabedoria de Deus vale mais do que a pedra mais preciosa e o ouro, ou a prata e ela, a sabedoria, consiste em saber viver com Deus e com os irmãos.   

A Palavra de Deus é penetrante como o bisturi que corta por dentro e que, à semelhança da poda que se aproxima das videiras, deve tirar da nossa vida o que não presta, o lixo que impede de seguir a Deus na radicalidade evangélica.   

O nosso Pastor, referindo-se ao jovem rico do Evangelho apresentou aos jovens crismandos e (dentro em pouco crismados) o exemplo de vida de São Francisco de Assis (cuja memória foi celebrada no pretérito dia 4) e de S. Bruno (dois dias depois, dia 6).  

S. Francisco viveu a sua juventude distante do projeto de vida que viria a abraçar mais tarde. De rico, vaidoso e indisciplinado passou a ser modelo de vida para muitos irmãos que viriam a abraçar a regra da Ordem que criou.   

S. Bruno, monge alemão, fundou a ordem dos Cartuxos e vendeu tudo o que possuía para com o resultado da venda comprar a sua própria insignificância. Dedicou-se por inteiro à causa do Evangelho na radicalidade do chamamento, deixando tudo por amor ao reino de Deus.   

O Senhor Bispo desafiou-nos através destes dois exemplos vivos de que a Deus tudo é possível e de que a radicalidade do seguimento de Cristo será compensado pela felicidade em alcançar a vida eterna, que não é deste mundo, mas que é aqui que nos preparamos para a receber.   

O P. José Augusto, em nome dos párocos, agradeceu a presença do Senhor Bispo e de todos quantos colaboraram para a preparação desta celebração. Deixou, também, o convite aos jovens, agora crismados, para participarem mais ativamente na vida da Igreja nos vários grupos (como catequistas, membros do grupo de jovens, escuteiros, acólitos, cantores, leitores, grupos de ação caritativa, etc) e desejou que a vocação do Prof. Eduardo para Diácono permanente possa ser encarada como um desafio à escuta atenta da voz do espírito e possa ser semente de novas vocações aqui representadas pela presença do P. Bráulio que acompanha os nossos seminaristas e os diáconos permanentes.  

 

P' la Equipa Sacerdotal, Pe. Tó - Zé Ferreira,
in Voz de Lamego, ano 91/46, n.º 4628, 13 de outubro de 2021