Previous Next

Mensagem de D. António Couto para a Semana dos Seminários

CAMINHAR COM JESUS

 

1. A missão específica do Seminário, dizem os Documentos do magistério da Igreja, é «formar Pastores para a Igreja de hoje, no mundo de hoje» (Exortação Apostólica Pastores Dabo Vobis [1992], n.º 61; Normas Fundamentais para a Formação Sacerdotal nas Dioceses Portuguesas [1990], n.º 129 e 162). O Pastor está atento às suas ovelhas e conhece-as uma a uma, cuida delas com extremosa atenção, dá a vida por elas (Jo 10,1-18). É, por isso, que, na sua vertente humana, o Seminário deve ser uma comunidade impregnada de profunda amizade e caridade, de modo a poder ser considerada uma verdadeira família, que vive na simplicidade, na confiança e na alegria. E, na sua vertente cristã, deve configurar-se como comunidade de discípulos do Senhor Ressuscitado, reunida à volta da alegria do Senhor Ressuscitado, formada dia-a-dia na leitura e na meditação da Palavra de Deus, no sacramento da Eucaristia e no exercício da justiça e da caridade fraterna. Uma comunidade onde resplandeça o Espírito de Cristo e o amor para com a Igreja. Uma comunidade orante, onde se aprende e se cultiva o vocativo da oração e o imperativo da comunhão (Pastores Dabo Vobis, n.º 60).

2. O ambiente simples e dinâmico do Seminário ajudará cada um dos candidatos ao sacerdócio a alcançar uma compreensão cada vez mais profunda das exigências e da beleza da sua vocação, em ordem à aceitação, cada vez mais radical e definitiva, do projeto de Deus. Os formadores saberão acompanhar cada candidato, e levá-lo a ver a sua vocação à luz da Igreja, da sua doutrina, da sua prática pastoral e litúrgica e da sua legislação, de modo a fazer crescer no coração de cada candidato um coração novo à medida de Cristo, conforme ao coração de Cristo, sensível às dores de cada ser humano, para saber ser, neste mundo controverso, verdadeiro semeador de esperança e ceifeiro feliz.

3. Sábia e inteligentemente, a documentação da Igreja tem salientado que, «de sua natureza, a formação sacerdotal exige uma continuidade, ao longo de toda a vida, com incidência nos primeiros anos de sacerdócio» (Pastores Dabo Vobis, n.º 70-76; Normas Fundamentais para a Formação Sacerdotal nas Dioceses     Portuguesas, n.º 152). Isto quer dizer que devemos humildemente saber estar sempre em formação, sentados na escola do nosso verdadeiro Mestre e Senhor.

4. Estamos a entrar outra vez na Semana dos Seminários, que se quer de Oração pelos jovens que neles cultivam a sua vocação, e que este ano acontece na semana que vai de 10 a 17 de novembro. A temática brota naturalmente das fontes da Escritura Santa, Antigo e Novo Testamento, e este ano também da Exortação Apostólica pós-sinodal Cristo Vive [Christus Vivit], que o Papa Francisco dirigiu aos Jovens e a todo o Povo de Deus, e que traz a data de 25 de março do ano em curso de 2019. Na verdade, Cristo vive, passa, chama e ama, e, a todos os que caminham com Ele, dá vida nova em abundância. Aquele que ousa escutá-lo e segui-lo mais de perto não ficará perdido em nenhuma curva do caminho, mas encontrará a nascente da água viva e do amor novo que saciam as sedes que levamos connosco.

5. Os nossos seminaristas frequentam, de momento, o Seminário de Lamego (3) e o Seminário Interdiocesano de S. José (7), sediado em Braga, para possibilitar aos nossos seminaristas poder frequentar a Faculdade de Teologia da Universidade Católica.

6. Enquanto erguemos o nosso coração em oração ao Bom Pastor, que guia os nossos passos nos seus caminhos, levemos também até ao coração de Deus os nossos seminaristas, e peçamos a Deus com insistência, por intercessão de Maria, nossa Mãe sempre atenta, que «arraste» outros jovens para os nossos Seminários, para que amanhã não nos faltem os sacerdotes de que necessitamos para servir da melhor maneira o água viva e o vinho novo da Alegria ao Povo de Deus da nossa Diocese de Lamego e da Igreja inteira.

7. Peço, então, uma vez mais que, sendo generosos na oração, o sejamos também na dádiva de nós próprios, concretizada no Ofertório de Domingo, dia 17, que será destinado, na sua inteireza, para as necessidades dos nossos Seminários.

Que Deus nos abençoe e guarde em cada dia, e faça frutificar o labor das nossas mãos e dos nossos Seminários.



 Lamego, 01 de novembro de 2019, Solenidade de Todos os Santos
+ António, vosso bispo e irmão

A acontecer...

Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Dom.
1
2
3
4
5
6

Pesquisar

Redes Sociais

Fale Connosco

  254 612 147

  curia@diocese-lamego.pt

  Rua das Cortes nº2, 5100-132 Lamego.

Contacte-nos

Rua das Cortes, n2, 5100-132 Lamego

 254 612 147

 curia@diocese-lamego.pt

 254 612 147