Fechar

Login

26

Abr

2017

Visita Pastoral de D. António Couto à Paróquia de Barrô

De 19 a 23 de abril a paróquia de Santa Maria de Barrô recebeu, a Visita Pastoral de Sua Excelência Reverendíssima, o Senhor Bispo de Lamego, D. António Couto.

Nesta visita, o Senhor Bispo teve oportunidade de visitar todos os lugares de culto, visitar doentes, instituições e contactar com todos os grupos ligados à pastoral.

No dia 19, da parte da tarde pelas 15h30 começou por visitar doentes da parte alta da paróquia (Cêtos, Pataria e Seara). Pela 16h30, celebrou a Eucaristia e administrou o Sacramento da Santa Unção na Capela de São João Batista da Seara, onde vincou a ideia de que o sacramento da unção é uma verdadeira carícia do nosso Deus. Pelas 17h30, celebrou a Eucaristia e administrou o Sacramento da Santa Unção na Capela de São Domingos no mesmo lugar. Aqui o Senhor D. António inteirou-se de todas as obras ali realizadas e que deram uma beleza extraordinária a este local donde se avista uma paisagem belíssima sobre o rio Douro. A tarde deste dia terminou com a visita ao Clube de Caçadores das Quelhas onde jantou e confraternizou com todos os presentes.

 

No dia 20, pelas 15h30 começou por visitar doentes dos lugares do Ribeiro, Curcial, Vilar e Vilarinho. Pela 16h30, celebrou a Eucaristia e administrou o Sacramento da Santa Unção na Capela de Santo Amaro em Vilarinho, onde voltou a reforçar a ideia de que o sacramento da unção é uma verdadeira carícia do nosso Deus. Pelas 17h30, celebrou a Eucaristia e administrou o sacramento da Santa Unção na Igreja do Convento de Jesus Maria e José. A tarde deste dia terminou com a visita à Associação de Barrô e Junta de Freguesia que ofereceu um jantar convívio, seguindo-se uma palavra de agradecimento do Senhor Presidente da Junta de freguesia dizendo “que toda a Junta se sente profundamente grata pela visita tão honrosa de Sua Excelência Reverendíssima o Bispo de Lamego”. De seguida foi oferecida uma pequena lembrança recordando a sua passagem põe esta Junta.

No dia 21, pelas 15h00 começou por visitar a esposa, filhos, pais, sogros e restantes familiares do Vítor Costa, vítima do recente acidente da pirotecnia de Avões, deixando uma palavra de conforto e esperança no “Deus da vida”. De seguida visitou os doentes dos lugares da Fraga, Valonguinho e Ribeira.

Pelas 16h30, celebrou a Eucaristia e administrou o Sacramento da Santa Unção na Capela de Nossa Senhora do Amparo no lugar da Ribeira, onde voltou a reforçar a ideia de que o sacramento da unção é uma verdadeira carícia do nosso Deus. Pelas 17h30,teve um encontro breve com o povo de Vilar no mesmo lugar. Terminou a tarde deste dia com um encontro com o Rancho Folclórico de Barrô na sua sede onde foi servido o jantar e onde todos puderam confraternizar.

No dia 22, pelas 15h00 teve um encontro com as crianças da catequese, com os crismandos e de seguida a romagem ao cemitério. Por fim teve o encontro com os membros do Conselho económico Paroquial, terminando com o jantar.

No dia 23, último dia da visita pastoral, pelas 14h30 o Senhor Bispo foi recebido com grande entusiasmo por toda a comunidade paroquial junto ao edifício da junta de freguesia. De seguida organizou-se o cortejo processional até à igreja paroquial onde foi celebrada a Eucaristia e ministrado o Sacramento da Confirmação. Toda a celebração foi animada pelo grupo coral da paróquia. Na homília o Senhor Bispo desafiou os Crismandos e toda a assembleia a comprometerem-se cada vez mais em igreja e a serem verdadeiros rostos de Cristo. No final da celebração houve um lanche convívio para toda a paróquia onde se pode confraternizar e dizer através da presença de todos que somos uma paróquia viva e onde existe comunhão. Por razões pastorais o Senhor Bispo D. António Couto não pode estar presente no, mas a todos desejou um são convívio.

Como nota final, dizer que estes dias de visita pastoral foram dias de graça porque a presença, as palavras amigas e desafiadoras tocaram todos e cada um de nós a sermos mensageiros de Cristo ressuscitado, levando a cada um dos que mais precisam palavras de encorajamento e esperança.

Um obrigado pela presença e com a garantia de que tudo faremos para correspondermos aos seus desafios.

 

Pe. Vasco Alves, in Voz de Lamego, ano 87/24, n.º 4409, 25 de abril de 2017