Fechar

Login

04

Fev

2016

ORNADA DIOCESANA DE ORAÇÃO E REFLEXÃO - 13 de fevereiro

4348-1 - Cópia

 

MISERICORDIOSOS COMO O PAI

DO CORAÇÃO DE DEUS AO CORAÇÃO DO HOMEM

 

Subordinada ao tema “Misericordiosos como o Pai - do coração de Deus ao coração do Homem”, vai realizar-se a Jornada Diocesana de Oração e Reflexão no dia 13 de fevereiro, primeiro sábado da Quaresma.

Promovida tendo em conta preferencialmente os agentes pastorais envolvidos na ação eclesial decorrerá em Cinfães, Lamego e Meda, possivelmente com horários diferenciados e tendo em conta algumas especificidades dos respetivos espaços pastorais.

A abordagem dos temas será desenvolvida em modalidades diversificadas, com relevo para os momentos de oração pessoal e comunitária.

Em Lamego a jornada decorrerá no Seminário, com o seguinte programa:

9h30 – Acolhimento;

9h45 – Oração Inicial;

10h00 – Reflexão: Um olhar sobre o mundo em relação com a Misericórdia;

11h00 – Tempo de oração, com Exposição do Santíssimo, subordinado ao tema: A Misericórdia segundo o coração de Deus. (Para além da oração e reflexão em comum haverá espaço para oração/reflexão pessoal e oportunidade para o Sacramento da Reconciliação).

13h00 – Almoço;

14h15 – Tema: A Igreja no testemunho da Misericórdia (Enquadramento e significado do Ano Jubilar da Misericórdia - Indicações práticas para a sua vivência)

15h30 – Encerramento.

Para uma melhor organização, tendo em conta a previsão de materiais de apoio e do almoço, agradece-se, a quem tenciona participar em Lamego, que se inscreva (quanto possível) até ao dia 10 de fevereiro.

Pe. José Melo, in Voz de Lamego, ano 86/11, n.º 4348, 2 de fevereiro de 2016

 

04

Fev

2016

DIA DIOCESANO DO CATEQUISTA - 20 de fevereiro

P1150478

No contexto da proclamação do Jubileu Extraordinário da Misericórdia, pelo Papa Francisco, que decorre desde o passado dia 8 de dezembro de 2015, solenidade da Imaculada Conceição, até à solenidade litúrgica de Jesus Cristo, Rei do Universo, 20 de Novembro de 2016,venho por meio informar que vamos levar a efeito mais um dia diocesano do catequista no próximo dia 20 de Fevereiro no Centro Pastoral de Almacave.

O encontro pretende ser “um momento de formação” dirigido a todos os catequistas e ocasião para celebrar o jubileu dos catequistas.

Esta jornada terá a Misericórdia no centro da reflexão: «A Misericórdia de Deus na Bíblia» e «As obras de Misericórdia Corporais e Espirituais».

Dentro deste contexto, e pela proximidade do encontro solicitava o mais célere possível aos grupos com intenção de participar que preparassem uma exposição que não vá além de 8 min, sob a forma de peça de teatro; musica; jogral; apresentação de multimédia; declamação de poema… etc, dando assim a conhecer cada uma das obras de misericórdia.

Sendo assim agradecia que fizessem chegar por email o que pretendem apresentar assim como a respetiva obra de misericórdia escolhida. (Ver quadro)

 

Obras de Misericórdia Corporais

Obras de misericórdia Espirituais

Dar de comer a quem tem fome Dar bom conselho
Dar de beber a quem tem sede Ensinar os ignorantes
Vestir os nus Corrigir os que erram
Dar pousada aos peregrinos Consolar os tristes
Assistir aos enfermos Perdoar as injúrias
Visitar os presos Sofrer com paciência as fraquezas do nosso próximo
Enterrar os mortos Rogar a Deus pelos vivos e defuntos

 

DIA DIOCESANO DO CATEQUISTA - Programa

9h30 – Acolhimento / Abertura

10h00 – Oração da Manhã

10h15 – 1.ª conferencia: D. António Couto, A misericórdia na Bíblia

11h30 – Intervalo

12h00 – 2.º Conferência: Departamento da catequese, Obras de Misericórdia Corporais e Espirituais

13h00 – Almoço

14h30 – Peregrinação até a Sé catedral atravessando a Porta Santa

15h30 – Momento de Oração

16h00 – Encerramento

Pe. Filipe Rosa, in Voz de Lamego, ano 86/11, n.º 4348, 2 de fevereiro de 2016

 

01

Fev

2016

Encerramento do Ano da Vida Consagrada | Homilia de D. António Couto

IMG_0366

  1. O texto do Evangelho de Lucas proclamado e ouvido no Domingo IV do Tempo Comum (Lucas 4,21-30) retoma e continua o «discurso programático» de Jesus na Sinagoga de Nazaré, iniciado no Domingo III. Neste 1.º SÁBADO da sua vida pública, Jesus entrou na Sinagoga, LEVANTOU-SE para fazer a leitura litúrgica dos Profetas (Isaías) e SENTOU-SE para fazer a instrução com base na Lei (Deuteronómio): «HOJE foi cumprida (passivo divino!) esta Escritura nos vossos ouvidos».
  1. O que Jesus faz é o procedimento tradicional do judeu piedoso em dia de SÁBADO, e as palavras que diz são também antigas. Dizendo as Palavras da Escritura e nada acrescentando de novo, Jesus assume-se como «FILHO DA ESCRITURA». As gentes de Nazaré olham, num primeiro momento, este Jesus com apreço e admiração, mas rapidamente passam a uma atitude hostil para com ele, apontando-lhe outra «paternidade»: «Não é este o “FILHO DE JOSÉ”?»; «o que ouvimos dizer que FIZESTE em Cafarnaum, FAZ também aqui na TUA PÁTRIA».
Continuar...
 

26

Jan

2016

Mensagem do Santo Padre Francisco para a Quaresma 2016

MENSAGEM DO SANTO PADRE FRANCISCO PARA A QUARESMA DE 2016
«“Prefiro a misericórdia ao sacrifício” (Mt 9, 13).

As obras de misericórdia no caminho jubilar»

 
1. Maria, ícone duma Igreja que evangeliza porque evangelizada

Na Bula de proclamação do Jubileu, fiz o convite para que «a Quaresma deste Ano Jubilar seja vivida mais intensamente como tempo forte para celebrar e experimentar a misericórdia de Deus» (Misericordiӕ Vultus, 17). Com o apelo à escuta da Palavra de Deus e à iniciativa «24 horas para o Senhor», quis sublinhar a primazia da escuta orante da Palavra, especialmente a palavra profética. Com efeito, a misericórdia de Deus é um anúncio ao mundo; mas cada cristão é chamado a fazer pessoalmente experiência de tal anúncio. Por isso, no tempo da Quaresma, enviarei os Missionários da Misericórdia a fim de serem, para todos, um sinal concreto da proximidade e do perdão de Deus.

Maria, por ter acolhido a Boa Notícia que Lhe fora dada pelo arcanjo Gabriel, canta profeticamente, no Magnificat, a misericórdia com que Deus A predestinou. Deste modo a Virgem de Nazaré, prometida esposa de José, torna-se o ícone perfeito da Igreja que evangeliza porque foi e continua a ser evangelizada por obra do Espírito Santo, que fecundou o seu ventre virginal. Com efeito, na tradição profética, a misericórdia aparece estreitamente ligada – mesmo etimologicamente – com as vísceras maternas (rahamim) e com uma bondade generosa, fiel e compassiva (hesed) que se vive no âmbito das relações conjugais e parentais.

Continuar...
 

26

Jan

2016

Mensagem do Papa Francisco para o Dia Mundial das Comunicações Sociais - 8 de maio de 2016

MENSAGEM DE SUA SANTIDADE PAPA FRANCISCO PARA O 50º DIA MUNDIAL DAS COMUNICAÇÕES SOCIAIS
«Comunicação e Misericórdia: um encontro fecundo»
[8 de Maio de 2016]

Queridos irmãos e irmãs!

O Ano Santo da Misericórdia convida-nos a reflectir sobre a relação entre a comunicação e a misericórdia. Com efeito a Igreja unida a Cristo, encarnação viva de Deus Misericordioso, é chamada a viver a misericórdia como traço característico de todo o seu ser e agir. Aquilo que dizemos e o modo como o dizemos, cada palavra e cada gesto deveria poder expressar a compaixão, a ternura e o perdão de Deus para todos. O amor, por sua natureza, é comunicação: leva a abrir-se, não se isolando. E, se o nosso coração e os nossos gestos forem animados pela caridade, pelo amor divino, a nossa comunicação será portadora da força de Deus.

Como filhos de Deus, somos chamados a comunicar com todos, sem exclusão. Particularmente próprio da linguagem e das acções da Igreja é transmitir misericórdia, para tocar o coração das pessoas e sustentá-las no caminho rumo à plenitude daquela vida que Jesus Cristo, enviado pelo Pai, veio trazer a todos. Trata-se de acolher em nós mesmos e irradiar ao nosso redor o calor materno da Igreja, para que Jesus seja conhecido e amado; aquele calor que dá substância às palavras da fé e acende, na pregação e no testemunho, a «centelha» que os vivifica.

Continuar...